Arquivo da categoria: cabelos

Dica de penteado

Gente, outra mais nova mania minha é um penteado de cabelo.

Eu sempre gostei de usar rabos de cavalos, coques e etc., deixando a franja solta ou, às vezes, presa com grampos.

Um dia desses eu estava olhando uma revista de moda, a qual não lembro o nome no momento, quando me deparei com uma reportagem que tratava a respeito da atriz americana, Scarlett Johansson. 

Particularmente, não gosto muito desta atriz, mas isso não interessa nem um pouco neste post.

Bom, evidentemente, a reportagem trazia algumas fotos dela, dentre as quais Scarlett estava com um coque (ou rabo de cavalo, enfim, eu não lembro, mas estava preso) e a franja presa com grampos. Só que a franja dela estava levemente levantada, como um topetinho… Adorei!

É claro que este penteado não é novo e eu já devo ter visto antes, mas o que interessa é que foi neste momento que eu passei a adorá-lo e a usá-lo!

Uso com rabinho de cavalo, coque e até com o cabelo solto, mas prefiro mais com o cabelo preso!

Seguem fotinhos para mostrar bem o penteado:

Mais de perto:

De lado:

Para fazer o penteado basta pegar a franja, puxá-la para trás e depois para frente, deixando um topetinho. Enquanto tu seguras a franja, deixando-a como um topete, coloque grampos para fixá-la desta maneira.

Bom, é isso aí gente…

Espero que tenham gostado e que tenha servido como uma boa dica de penteado!

BEL.

A incrível jornada do meu cabelo – SENTA QUE LÁ VEM HISTÓRIA

Tudo começou por volta dos meus 14 anos, e até hoje a minha história capilar é digna de uma novela mexicana. Tudo porque eu sou partidária do lema “se você quer bem feito, faça você mesma”. Entretanto, isso nem sempre se aplica, principalmente no assunto em questão.

O que acontece é o seguinte. Eu gosto de fazer tudo sozinha, unha, cabelo, maquiagem. E eu tenho uma explicação razoável pra isso. É que nem quando a gente era pequena e brincava de barbie, muitas vezes o mais legal era a pré brincadeira, quando a gente procurava a roupa, arrumava o cabelo, e tudo mais. Eu sigo assim até hoje, talvez por causa dessa minha mania de não querer crescer, só que agora a barbie sou eu. Eu adoro o processo até chegar ao resultado, eu gosto de participar do processo, eu gosto de eu mesma cortar e pintar meu cabelo, fazer minhas unhas, fazer meus próprios esmaltes, inventar minha maquiagem e aperfeiçoar, nem na minha formatura eu deixei me maquiarem. Só que tudo isso tem um problema, às vezes dá errado. Mas o que não me falta é coragem, eu sou muito corajosa pra fazer o que eu botei na cabeça. Eu nem sei se eu posso chamar de coragem ou deveria chamar de falta de juízo, o que me parece muito próprio considerando quem eu sou e que juízo é o que menos tem nesse corpinho que vos fala.

Aconteceu toda essa introdução só pra dizer que, desde os meus 14 anos, o meu cabelo passou por diversas experiências bem sucedidas, mas, e eu tenho que ser sincera agora, principalmente mal sucedidas. Confesso que eu não sou uma boa cabeleireira auto didata. Aliás, tentem escrever essa palavra sozinhas sem colar. Cabeleleira, cabelerereira, cabeleirera. Eu confesso que tive que colar do google.

Nos primórdios da minha juventude, eu pintei meu cabelo de papel crepom, porque todo mundo me dizia que basta umas cinco lavagens e saia. A minha prima, que era loira, inclusive, pintava de azul, verde e tal e saia depois.

Eu acreditei.

Seu saraiva: elaa acreditooou

No meu cabelo não saiu. Óbvio.

Acontece que eu cheguei a conclusão que o meu fio é muito poroso e absorve qualquer joça que coloquem nele.

O que aconteceu?

Eu fiquei parecendo a ariel até o meu cabelo crescer. E durante todo esse tempo eu tinha que evitar camisas brancas porque manchava as costas.

fiquei parecendo ariel

Brinks!!!!

Não, eu fiquei mesmo parecendo a Ariel, só que não essa.

fiquei parecendo essa daqui ó

Depois, outro episódio memorável foi a vez que eu estava na minha casa da praia, entediada (vocês vão perceber, no decorrer da história, que geralmente as grandes catastrofes capilares acontecem em momento de tédio ou de nervosismo) e resolvi que o doura pelos poderia servir para dar leves reflexos como se o cabelo tivesse sido queimado do sol. Nota-se que eu sempre fui uma pessoa além da minha época, porque nem era moda ainda as californianas e eu já queria. Bom, eu no auge da minha esperteza adolescentística, botei uma quantidade generosa de doura pelos na mão e passei no cabelo. Acho importante que eu conte que eu tava de coque. Acho importante também relembrar o fato de que o meu cabelo é poroso, absorve tudo rápido e os efeitos desejados são multiplicados nele.

Eu fiquei com duas mechas louras na frente, quando eu soltei o coque. Detalhe, meu cabelo clareia horrores no sol, mas ele fica amarelado. Era verão. No final do mês, eu tava com duas gemas de ovo na franja.

Agora me diz, me responde, PORQUE EU CONTINUEI COM ISSO??

O lógico seria eu sair correndo, comprar uma tintura qualquer e passar né? Mas eu não fiz isso, e olha que eu realmente tinha odiado o resultado.

Na sequência, teve o episódio que eu já contei aqui, da cor do cabelo da Giovanna Antonelli. Você leitora nova desde blog, vai lá e procura que eu to com preguiça de linkar.

Não para por aí, lógico que não.

Bom, depois que eu me formei, pairou a dúvida no ar. O QUE EU FAÇO AGORA?

Um dia depois da minha formatura eu fiz a prova da OAB, de ressaca, sem documento de identidade, errei a sala, fiquei duas horas na prova, tirei uma pestana no meio, sai da prova crente que não ia passar. Por isso nem me dei o trabalho de pensar que eu estudaria alguma coisa pra segunda fase.

Um belo dia, eu olho no Orkut de um colega meu cujo nome começa com A, que ele tinha passado, e ele fez um print screen da tela que dizia que ele tinha passado. Eu fui ler e adivinhem, o meu nome tava lá. Eu não sabia se eu ficava feliz ou se eu ficava triste, porque tinha o carnaval por ai e isso significava que eu teria que estudar horrores pra passar na segunda fase, que não é mole, aliás é complicadíssima, porque tem que fazer uma peça processual e responder a mão cinco questões.

ME caguei.

Mas carnaval é carnaval e só tem uma vez por ano, e a prova da OAB tem três vezes.

Então eu fui pro carnavas que eu também sou filha de Deus.

Resumindo, tive muito pouco tempo pra estudar.

Eu resolvi me matricular numa aula pra segunda fase por ensino a distancia, crente que eu ia abalar e ver todas as aulas, que são pela internet. Ledo engano, e eu já deveria saber disso. Não vi aula nenhuma.

Daí que uma semana antes da prova meus pais resolvem viajar e me deixam sozinha na casa. Nos primeiros três dias foi uma festa, era banho de piscina noturno, um monte de gente dormindo aqui, etc e tal.

banho de piscina noturno no segundo dia

Nos últimos dias, como sói acontecer comigo, o bixo pegou.

Era óbvio que eu não ia passar, eu não tinha estudado nada, eu nem sabia como fazer uma peça, eu tava com o *u na mão.

Sozinha em casa, me alimentando de miojo e nuggets, e quando acabou a miojo e nuggets eu comi batata frita congelada assada, me deu o nervoso.

Na segunda feira por aí eu tinha tido uma idéia com a minha amiga Rê, eu queria fazer californianas caseiras.

E uma vez uma idéia na minha cabeça, eu preciso fazer pra já, e eu queria eu mesma fazer.

Fui eu e a rê comprar kit luzes faça você mesma.

Eu já deveria saber que não daria certo né, é o tipo de coisa que grita EU VOU DAR MERDA antes de acontecer. É que nem videocassetada do Faustão, antes do negócio acontecer a gente já sabe que era óbvio que daria errado.

Mas acontece que, mesmo que eu e a rê tenhamos feito as mechas antes de sair pra um aniversário, mesmo que a gente tenha feito correndo, mesmo que o negócio pegasse no meu cabelo muito rapido e que enquanto uma fazia a outra já tirava o papel alumínio, rindo na pia, mesmo que esse processo todo tenha sido regado a cerveja, mesmo que parecesse coisa de filme, mesmo que eu estivesse rindo de nervosa e dizendo que ia da errado e pensando durante o processo no porquê de eu ter inventado uma coisa assim, se eu já não tinha aprendido a lição, o negócio até que deu certo.

Tinha ficado assim:

aniver da ana lu , a aniversariante (a que ta de braços abertos) eu e a re (de listrado) e outras amigas E  o meu cabelo novo

aniver da ana lu , a aniversariante (a que ta de braços abertos) eu e a re (de listrado) e outras amigas E o meu cabelo novo

Tentem ver a cor, as únicas fotos que eu tenho são essas

Tentem ver a cor, as únicas fotos que eu tenho são essas

só pra lembrar que eu sou a de oncinha

Resumindo, eu tinha gostado até.

Só que eu, não satisfeita, resolvi que queria mais.

Eu achei que a franja tinha ficado exagerada, e queria consertar. A minha idéia era fazer mais mechas nos outros fios que ficam em torno do rosto, assim não ficaria tão marcado.

Daí que eu fui com a rê e comprei mais um kit mechas.

Só que no dia seguinte eu fiquei sozinha em casa estudando, porque faltavam só três dias e eu achava que poderia aprender alguma coisa.

Daí que dois dias antes, me bateu uma crise nervosa, e eu comecei a chorar.

Chorar de arrependimento, porque eu sabia que se eu rodasse eu teria que fazer a primeira fase de novo, e a primeira fase é super dificil, e como eu estaria nervosa isso me prejudicaria e mesmo que eu estudasse, coisa que eu não fiz antes, era provavel que o meu nervosismo me atrapalhasse, e daí eu corria o risco de não passar, e eu teria jogado fora a sorte que eu tive em passar na primeira vez, e eu era uma burra que tinha jogado isso fora pra fazer festa, e que cavalo encilhado não passa na frente duas vezes, e que eu ia demorar pra ser advogada, e não sei o que e não sei o que lá. Resumindo, surtei.

Quando eu surto eu tenho as mais diversas reações. Geralmente eu paro tudo o que eu to fazendo e começo a arrumar o meu quarto obcecadamente, o que é bom porque é só nesses momentos que eu arrumo o meu quarto, então os meus surtos garantem um tempo de ordem domiciliar.

Mas naquele dia eu tava muito nervosa, e arrumar o meu quarto não era suficiente, e chorar no telefone com a minha mãe, que nessas horas já tava além do arrependida de deixar uma louca em casa sozinha antes da prova, porque ela me conhece e sabe o quão nervosa eu sou, tb não era suficiente, e tocar piano chorando PAUSA vai dizer que eu não podia fazer uma novela mexicana, voces conseguem pensar numa coisa mais dramatica do que uma pessoa tocando piano e chorando numa sala escura numa casa sem ninguem, de noite? eu se fosse meu vizinho ficaria com muito medo. Esse foi um momento muito cinematografico da minha vida DESPAUSA. Então, eu, tomada pela minha loucura em seu auge, procurando uma válvula de escape, olhando pros lados, num nervosismo brutal, me deparo com o que? com a caixa do kit mechas faça-você-mesma-e-cague-seu-cabelo.

Seguiria, então, outro momento muito dramático digno de uma novela mexicana.

Eu pego o kit, e começo a passar, sem muito sentigo, sem muito nexo. Daí eu começo a me achar uma maluca, começo a pensar que não vou passar, e começo a chorar, tudo isso enquanto eu faço as mechas.

Agora venham comigo e realizem, uma pessoa chorando num banheiro, com a cabeça cheia de papel aluminio segurando um pincel e passando creme no cabelo.

Vocês conseguem visualizar?

Um ser humano, com o cabelo cheio de papel aluminio, chorando e pintando o cabelo.

Eu nasci pra trabalhar na Globo.

Só que nesse meio tempo, eu cai na real e vi que aquilo tava ridiculo e que parecia um filme classe C, e comecei a rir.

Mas daí eu me senti muito louca, e comecei a chorar porque eu vi a merda que eu tava fazendo e como eu tava sendo idiota, descontrolada e que nada daquilo ia me ajudar a passar na prova.

Corri pro banho, mas era tarde demais.

O meu cabelo tinha ficado completamente amarelo na raiz, em toda a volta da cabeça, eu parecia a cruela cruel, porque ele tinha duas cores, era uma coisa muito louca e bizarra que eu não sei descrever.

oi

Bom, eu chorava e chorava mas não adiantava chorar sobre o blondor derramado.

Sentei e fui estudar. Sim, nessa condição emocional eu fui estudar. Só que eu me olhava no espelho e chorava daí eu parava, estudava, comia batata frita congelada assada, e voltava a chorar e estudar.

No dia da prova, ainda sozinha, pego meu carro e me vou pro local da prova, chorando, lógico. Chego lá e imagino todos olhando pra mim.

cinco horas de prova.

nos 15 minutos pra acabar, eu tava tentando fazer a peça, só que eu tinha me perdido no tempo, não sabia fazer a peça direito, porque eu tinha aprendido a fazer a peça que caiu na minha prova no mesmo dia, pela manhã, antes de ir comer um subway no shopping, daí me deu um piripaque, resolvi que não ia mais ficar lá e entreguei a prova do jeito que tava mesmo, ou seja, uma bosta.

Sai de la mal da cabeça. No sentido figurado e literal, afinal o visual da minha era pessimo e o interior também.

Eu saí do prédio e fui falar com Deus, eu disse que eu sabia que eu não merecia ter passado, aliás não merecia ter passado nem na primeira prova, porque eu não tinha estudado, e um monte de gente estuda um monte e não passa e eu não estudei, passei e desperdiçei a minha chance de passar na segunda fase, que eu sabia que eu deveria ter estudado, que eu pedia desculpa, que a culpa era totalmente minha. Eu sabia que a culpa era totalmente minha e isso me fazia me sentir muito mal. Eu tinha fracassado quando eu não podia ter fracassado. E além de tudo, eu tinha fracassado totalmente sem glamour, e aquele cabelo era a cereja que faltava no bolo de merda.

Mas eu falei tudo isso e pedi, que eu sabia que era demais, e que nem tinha como isso acontecer, e que eu também não merecia que acontecesse, mas que se tivesse como, se daria pra anular essa prova e eu ter a chance de fazer de novo, que eu só pensaria nisso e não sairia mais de casa.

Eu pedi.

Os dias que se seguiram foram de depressão total, eu achava que tava na merda, e tava mesmo, e o pior é que a culpa era toda minha, eu que não estudei e tive a oportunidade, e eu que pintei meu cabelo né. Mas o cabelo nem me preocupava, tanto é que eu nem me dei o trabalho de pintar ele de escuro, eu não tava nem aí, eu só pensava em como eu era idiota.

Eis que, um belo dia, a notícia. A segunda fase da prova da OAB tinha sido anulada.

Eu achava que era pegadinha, cadê as câmeras, cade o Ashton Kutcher?

Eu não podia acreditar que aquilo tinha acontecido comigo. Era demais. Eu não sabia como agradecer, e até hoje eu não sei.

Eu me passei no assunto do post, que era cabelo, e esse post já tava gigante antes de eu inserir esse assunto, mas é que não dava pra contar do cabelo sem contar disso.

E o que aconteceu?

Eu pintei o cabelo, me matriculei num cursinho de aulas presenciais, estudei, não sai de casa nem um dia sequer ao não ser pra ir pro cursinho e passei na prova.

Duas semanas depois fui chamada pra trabalhar no único lugar pro qual eu enviei curriculos e hoje eu to aqui, feliz demais, abençoada demais, e com o cabelo escuro.

Deixo vocês com a música que embalou esse momento que eu vivi, e que eu ouvia e chorava. Eu sou muito dramática mesmo, mas é real, eu chorava mesmo e ouvia sem parar. Vejam o vídeo todo, já tem a tradução nele, e vocês vão entender por que eu acho ele lindo e por que ele teve tudo a ver com essa fase.

it’s always the darkest before the sunrise

é sempre mais escuro antes de amanhecer.

Etiquetado

Procurando um novo creme de cabelo?

Aê pessoal, cabelo ressecado e quebradiço não mais! Confere aí esse creme super show de bola que tem um montão de princípio ativo. Ele não traaaata o cabelo, é bom pra usar como condicionador, mas com o tempo trata porque é creme de tratamento, mas é bom pra comprar mais quando ta com saudade mesmo. É de potão de supermercado mesmo e é um creme mais assim normal.

Testado e aprovado.

Eu nunca vi tantaaa besteira, esse quer ser cabeleleiro, só lhe falta-lhe o conhecimento, mas ai, coitadinho, a biba quis fazer um videozinho fingindo ser dona de blog que sabe sobre o que diz, mas não foi bem suscedido.

Sem bem que tem muita dona de blog que PENSA que sabe o que diz, é moda esses videos agora né? Nunca tive paciência pra ver um inteiro.

Achei uma foto

Achei uma foto pra ilustrar sobre o que eu me refiro quando digo que o shampoo deixou meu cabelo BRILHOSO

ta brilhoso neh? e ta sem volume nao ta?

ta brilhoso neh? e ta sem volume nao ta?

Gente, vocês acham que eu fiquei parecida com a Giovanna?

Digam a verdade!

PS: Eu não sou egocêntrica, só boto essas fotos porque acho que vocês gostam de ver as novisss, juro! hahahaha

O MELHOR SHAMPOO E CONDICIONADOR QUE EU JÁ USEI

Gente, vim aqui falar de uma coisa que o mundo precisa saber.

Eu não tinha falado antes porque tava esperando eu tirar fotos do meu cabelo, mas eu NÃO CONSIGO TIRAR FOTOS DO MEU CABELO.

É assim, ou a minha máquina ta estragada, ou quando eu saio com as girls eu esqueço (nem queiram saber porque, mas toda vez que eu saio com elas né… a coisa é forte).

Só que não dá mais pra adiar, porque essa semana eu usei novamente esse shampoo e condicionador e eu precisava vir aqui contar.

O negócio é o seguinte. A Marcella, leitorinha liiiinda do blog, uma vez me mandou um email, dizendo que trabalha na área dos cosméticos para cabelo, e que tinha um shampoo ÓTIMO pra me recomendar. Mas não é só isso, a Marcella ME MANDOU UM SHAMPOO E CONDICIONADOR. Gente, não preciso dizer que eu pulava de alegria e felicidade né?? Presente é comigo mesma, ainda mais esse presente.

Eu jáaaa falei sobre eles aqui.

Bom, daí que eu recebi em minha humilde residência o shampoo e o condicionador.

Eu achei que eles deveriam ser realmene bons, afinal a Marcella não  me mandaria se não fossem diferentes.

Mas o que eu não sabia é que eles não são bons. ELES SÃO A OITAVA MARAVILHA DO MUNDO.  E a primeira maravilha do mundo capilar.

Gente, o negócio não é MARA, ele é mais que isso.

Eu juro.

Eu já tinha usado, mas daí sei que sábado eu usei de novo, porque eu ia sair (eu só uso em eventos importantes pra não gastar). Até perguntei pra Marcella onde eu posso comprar mais quando o meu acabar, porque sem ele eu nunca mais vivo. Ela me disse que tem em salões de beleza. Bom mas enfim.

Sei que sábado eu passei, e o meu cabelo ficou LEEEEEEEEANDO. Sedoso, brilhoso e muiiiiito leve, porém completamente sem volume. Vocês, crespas e onduladas do meu Brasil, já viram um shampoo que tira volume mas não deixa o cabelo pesado, deixa ele livre leve e solto esvoaçante?? Eu já!!!! Muahahahaaa!!!!!

Daí que me fui pra noite, e sabe como é noite né. Tu volta com o cabelo um bagaço, coisa mais horrível do mundo. Eu voltei da noite, acordei no dia seguinte e pensei: Meldels. Tá lindo. Parece que saí do salão. Não, eu não to exagerando.

Daí que passou o domingo.

Meu cabelo é bem seco.

Daí que segunda feira eu acordei, ele tava mara AINDA, cheiroso AINDA, lindo AINDA, e limpo (!!!!!) AINDA.

Tá, daí como eu tinha noite na terça pra fazer, e gentem, que noite baxada, eu recomendo, (Aqui ó sobre a noite), eu pensei: “Bah, ele tá tão limpinho, eu não vo lava pra suja ele de novo na terça. NÃO LAVEI. Please, não me achem porca, mas é que o cabelo tava intacto simplesmente, e ficando cada vez mais bonito, ao invés de cada vez pior.

Fui na noite terça, e olha, o meu cabelo tava demais. Nessa altura ele não tava mais tão lisão, ele tava cacheadinho como nessas fotos aqui ó, o que eu acho mais bonito ainda:

bibi

tava cacheado parecendo mais com essa foto aqui

tava cacheado parecendo mais com essa foto aqui

Tá, daí que acordei na quarta atrasadissima pra aula, E BEM, eu não lavava o cabelo desde sábado (pleeeeeease não me chamem de porca, eu imploro).

MEU CABELO SÓ CONSEGUIA FICA MAIS BONITO.

Ou fumaça de cigarro e aquelas fumacinhas de noite juntas fazem bem pros meus cabelos, ou o shampoo e condicionador realmente não existem nesse mundo real, só no mundo das idéias, como diria Platão (esse blog é cultura pura minha gente).

Bom, esse é o fim da história. Eu imploro que vocês comprem esse shampoo e condicionador em algum lugar, em algum salão, e usem e abusem. Ou façam como eu, usem só pra sair, pra não gastar muito. O importante é que vocês tenham um exemplar em casa.

Aqui a fotinho deles ó.

DSC02459

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS: Marcella, obrigada mesmo, de coração, por acender as lamparinas do meu juízo me mostrando o melhor shampoo que eu já usei.

PS: Minha mãe rapinou um pouquinho do meu e SUPER APROVOU o resultado também, ou seja, não é só comigo que o negócio funciono melhor do que eu esperava.

Etiquetado , ,

Diquinhas para um cabelo rebelde

Bom, minha gente, como a Bibi já disse… Estávamos atucanadíssimas com a entrega do tcc.

Pois é, tranquei o tcc tb! Deixarei para finalizá-lo no próximo semestre! Foda!

Então, agora, estamos 100% disponíveis para nos dedicarmos ao nosso amado blog!!!

Uhules!

Bom, então vou dar uma diquinha de cabelo…  Apesar de essa não ser muito minha área, pois não sou muito boa nessas dicas e tal e c0isa, mas acho que essa vai ser boa!

Para aquelas pessoas que possuem o cabelitcho mais rebelde, tipo cabelos que não são muito bem definidos, não sabemos se é mais pra crespo, ondulado ou sei lá o que…  

Pois é, meu cabelo foi assim durante minha adolescência… Após essa dica que vou dar, ele mudou muito! 

Daí, minha gente, eu fazia o seguinte para resolver o problema e adiantou muito!!!!!

E tomava meu banho e lavava os cabelos. Após a lavagem, penteava eles com um creme para cabelos ondulados (só usava pente com ele molhado, pente ou escova nesse tipo de cabelo, quando ele estiver seco, NEVER) e depois passava um gel modelador (quando as minhas amigas descobriam isso riam muito da minha cara, mas é muito eficiente).

Vejam bem, gel modelador e não qualquer gel!!!

O gel modelador deve ser passado com o cabelo ainda molhado, e em uma quantidade mínima, pois ninguém quer ficar com o cabelinho duro depois!

Então, coloca um pingo gordinho de gel modelador na mão, esfrega nas duas mãos e passa pelo cabelo e couro cabeludo. REITERNANDO: tem que passar pouco…

O gel também é muito bom para aqueles cabelinho rebeldes que ficam arrepiadinhos…

Bom, daí quando o cabelitcho tiver praticamente seco ou seco, faz uma trança de lado e assim tu fica…

Por isso o bom é fazer isso de tardezinha ou de noite… Porque daí tu dorme de trança e o cabelo tem mais tempo ainda para baixar… Sim, dormir de trança todos os dias!!!

Assim, seu cabelo vai fica mais baixo e com mais forma… A longo prazo, ele fica cada vez melhor ao natural…

Lembrando que, nunca se deve dormir de cabelo molhado, principalmente de trança e cabelo molhado, pois isso faz muito mal para o cabelo!!! 

O legas ainda é fazer a trança de lado e colocar a chiquinha deixando umas pontinhas do cabelo que tu possa ficar enrolando com o dedinho… Vai deixar as pontas mais enroladinhas!!!

Bom, minha gente aí vai a diquinha, epsero que tenham curtido!!! Para mim foi muito útil, tenho certeza que também vai funcionar para vcs!

Beijos!

Etiquetado , ,

Pedido de desculpas

Pessôs, eu, Ane Claude e Isobel pedimos desculpas por esse tempo todo sem dar as caras aqui.

Como alguns já sabem, nós somos coleguinhas de faculdade (nossa relação não se restringe somente a isso, a gente é muito mais uuuii), mas é colega de faculdade tb, além de amigas, irmãs e as vezes inimigas momentaneamente.

Como esses alguns sabem, cursamos Direito, estamos na finaleira, e tinhamos um TCC pra entregar. Ainda temos.

Eu já joguei a toalha, lamento mãe, pai, Brasil, mas não vou conseguir entregar esse semestre, vou entregar no próximo, concomitantemente com a minha formatura. *TENSO*.

Iso ainda está refletindo sobre a hipótese de fazer a mesma coisa.

Ane Claude, quem diria, dormia na aula mas vai entregar o TCC.

Bom, a nossa vida ta mudando, responsabilidades maiores chegando, a gente tem que acordar pra vida, e infelizmente na nossa vida adulta não há espaço para um blog. Nós vamos abandoná-lo.296no6e

BRIIIIIIIIIIIIINKSSS!!!!!

Pegadinha do Mallandro!!!!

Tá loco né minha gente, o mundo pode ta caindo, a gripe suina pegando, as geleiras derretendo, mas a gente sempre vai ter espaço na nossa vida para nos ocuparmos com assuntos tão importantes e fundamentais como os tratados por esse blog!!!

E digo mais, não só vooooltaremos Anonymos Gourmet como também vooooltaremos profissionais.

É isso aí, a gente fez uma reunião secreta a portas fechadas e decidiu que curte pra CAR*LH* esse negócio aqui e queremos fazer dar certo. E vocês vão notar essas mudanças!

Assim minha gente, pra pedir desculpas e elas serem aceitas, vai rolar pela primeira vez aqui UMA PROMOÇÃO.

Quem diria hein, um blog que começou de brincadeira fazendo promoção. E É UMA PROMOÇÃO IRADA, querem saber o que é??? Quereeeem sim que eu sei.

Não digo.

296no6e

BRIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIINKS, digo sim.

Preparem seus corações e almas cor de rosa!!!!

A genteeee vai doar aqui pras miguxas e miguxos (não sei se miguxo algum vai querer concorrer), um ÓCULOS RAYBAN WAYFARER INSPIRED.

COR DE ROSA.

Pronto, falei.

MAAAAAAAAAAAAAAAAS AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH GALEEEEEEEEREEEE!!!!

Eu e Ane Claude estamos aqui na aula de cautelares decidindo como faremos isso, qual vai ser o objeto da promoção, quem será o ganhador. Por isso fiquem ligadinhos no blog que a qualquer momento sai a tal da promoção e vocês vão ter que se mexer pra concorrer!!

E digo mais, não é só isso que está pra vir.

Lembra aqueeeelas fotos da Giovanna Antonneli do meu cabelo á muito prometida??

Elas virão em post extraordinário.

E ainda tem mais. Eu preciso compartilhar uma coisa com vocês que eu descobri, o MELHOR SHAMPOO E O MELHOR CONDICIONADOR DA VIDA!!!!! É um negócio sem explicações total, e quem me deu a luz foi a Marcella, uma leitorinha liiinda do blog, que me deu dicas super especiais que logicamente eu vou mostrar pra vocês!!

E digo mais, assuntinhos pessoais daqueeeeles pra gente refletir, porque muita coisa, MUITA COISA, aconteceu nesse tempinho de ausência, e eu quero dividir todos eles com vocês, pedir opinião e tudo mais, porque eu sei que minhas leitorinhas ADORAM palpitar, como boas mulheres que são, e meus leitorinhos se quiserem palpitar tb serão mais do que bem vindos, opinião masculina é fundamental.

Tudo isso vai virar post!!!

Agora a gente volta com tudo, nos aguardem!!!

E nos perdoem pela ausência, a gente sentiu saudades!

Etiquetado

Escova marroquina!

Marrocos - rsrsrsr

Marrocos - rsrsrsr

Aí galere! A nova onda do momento é a escova marroquina. Ela permite que tu lave ou prenda os cabelos no mesmo dia (ohhhh – não precisa mais ficar 3 dias sem lavar a juba), mas o efeito desaparece em até três meses, o que é considerado um tempo razoável né? Parecido com as outras.

“O segredo do produto, formulado pela Nouar, está na combinação de 0,2% de formol com queratina, proteínas da seda, argila e cacau”, revela o cabeleireiro Jorge Zambotti, do salão Diva, em São Paulo. Ai, eu imagino o Jorginho bem divo e purpurinado no salão dele! Então, se Jorge falou tá falado!

Depois de lavar os fios e retirar a umidade com uma toalha, o creme é aplicado mecha por mecha. Após 15 minutos, escova, chapinha e voilà: cabelos lisinhos.

A escova marroquina promete tratar os cabelos e melhorar a textura sem alisar completamente e, ainda, tem cheiro de baunilha (são os boatos que rolam). O tratamento dá vida aos cabelos (imaginem uma linda mulher balançando seus cabelos sedosos com um sorriso enorme na cara) e tem aspecto natural!

Para cabelos crespos é necessário que se faça um relaxamento antes e depois de lavar os cabelos para a retirada do creme alisante, não se deve neutralizar, mas sim tirar todo o creme alisante e depois de verificar que não existe mais nenhum resíduo do creme, retirar o excesso de água com uma toalha, 15 min, escova, chapinha e cabelos lisos também.

Apenas para diminuir o volume, mas não obter um resultado tão liso, o segredo é separar o cabelo em mechas mais largas. Outra coisa, a chapinha deve ser de porcelana, porque ela danifica menos os fios, enquanto a de metal retém um pouco do produto.

Outra vantagem é que ela pode ser aplicada em cima de qualquer outro procedimento químico. Não há nenhuma contraindicação (tudojuntoemisturado?) e a técnica pode ser aplicada inclusive em crianças. Um dos produtos mais famosos é o Alisamento Capilar Marroquino NOUAR que é inclusive um procedimento aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Outro que eu vi comentarem foi o da INOAR. Percebe-se que a criatividade tava bombando na hora de escolher o nome da marca.

Etiquetado , , ,

Como é seu fio de cabelo

Um close 3D captado por microscópio eletrônico de varredura (MEV), um tipo de microscópio que utiliza um feixe de elétrons de alta energia para digitalizar superfícies. O feixe interage com os átomos, resultando em fantásticas imagens de alta resolução em 3D.

close21

Algo me diz que esse é um cabelo beeem destruído.

Para ver mais partes, clique aqui.

Etiquetado